Os morcegos pertencem a ordem Chiroptera, palavra originaria do grego, que significa: Chiro – mão e ptero – após asa, ou seja, mãos membranosas ou transformadas em asass.

A ordem Chiroptera é composta por aproximadamente 100 espécies, sendo que estes são os únicos mamíferos voadores.

A grande maioria dos morcegos é pequea. Existem morcegos com 5 cm de envergadura, porém existem espécies em que a envergadura chega a 2 m.

Nós podemos encontrar morcegos em todos os cantos de nosso planeta exceto nas regiões polares.

Com relação à alimentação, encontramos uma grande variedade de hábitos alimentares.

A grande maioria (70%) é insetívora, alimentando-se exclusivamente de insetos. Estes morcegos consumem desde mosquitos até besouros.

Já, outras espécies de morcegos alimentam-se de frutas, folhas, pólen, néctar, pequenos vertebrados, peixes e, por último, os vampiros, que se alimentam de sangue e compreendem apenas 3 espécies, todas vivendo nas Américas, sendo que duas atacam aves e uma ataca aves e mamíferos.

Os morcegos são animais silvestres de grande importância ecológica. Eles são protegidos por “lei de proteção a fauna”, sendo considerado crime a sua perseguição, caça ou destruição.

Estes mamíferos são importantes controladores de insetos, sendo capazes de ingerir uma grande quantidade destes. Além disso, eles são polinizadores da maior importância, contribuindo para fecundação e disseminação de muitas espécies vegetais. Os morcegos são também dispersores de sementes. Ou seja, eles são um importante elo em cadeias alimentares.

Apesar dos morcegos causarem repulsas e medo em muitas pessoas, por serem associados ao vampirismo, a riscos à saúde humana e outras tantas coisas negativas, sem nenhuma dúvida são animais da maior importância ecológica e seu eventual desaparecimento seria desastroso ao equilíbrio de nosso planeta.

Porém, existe a parte ruim dos morcegos: são potenciais transmissores de raiva.

Além disso, por meio de suas fezes, os morcegos podem transmitir fungos causadores da histoplasmose.

E, quando elegem nossos telhados como moradia, os morcegos podem causar grandes transtornos.

Porém, nada disso justifica o seu controle. O que se recomenda são ações de manejo, no sentido de afastá-los para moradias mais adequadas em que os riscos sejam minimizados.

Os principais predadores de morcegos são corujas, falcões, gatos domésticos e cobras. Porém, os seus maiores inimigos são seus parasitas, as pulgas e carrapatos.